/ Notícias / IFPR Campus Ivaiporã aprova proposta de Residência Profissional Agrícola

IFPR Campus Ivaiporã aprova proposta de Residência Profissional Agrícola

Publicado em

A agricultura familiar representa, no Estado do Paraná, a maior parte das unidades produtivas. Entretanto, muitas carecem de eficiência e rentabilidade pela pouca disponibilidade de profissionais especializados, aptos para articular conhecimentos e buscar tecnologia e inovação, aplicando-os nas unidades produtivas. E esta especialização só ocorre quando há oportunidade de aprender junto ao agricultor. Porém, faltam recursos para estes manterem um profissional ainda em processo de aprendizagem. Por isso, a Residência Profissional é um caminho para a especialização ao permitir que possa se desenvolver a aprendizagem, acompanhada por um profissional experiente, e a aplicação dos conhecimentos acadêmicos junto ao mundo do trabalho.

Sabendo desta necessidade, a Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por intermédio do Programa de Residência Profissional Agrícola, lançou o AgroResidência – Programa de Residência Profissional Agrícola, voltados para a qualificação técnica de jovens entre 15 e 29 anos de idade estudantes de nível médio ou superior, e recém-egressos de cursos de ciências agrária e afins, em todo o país.

No total, foram apresentadas 499 propostas. O Instituto Federal do Paraná apresentou quatro delas, sendo duas do Campus Ivaiporã, da Professora Gisele Fernanda Mouro e do Professor Mateus José Falleiros da Silva, as quais foram classificadas concorrendo entre outras 16 propostas de instituições federais de ensino de todo o Paraná. Segundo o professor Mateus, a pontuação obtida por ambas as propostas foi semelhante, mas, devido aos critérios de seleção e à limitação dos recursos disponibilizados pelo programa, apenas a sua proposta acabou sendo a selecionada entre as três do estado.

O projeto, coordenado pelo Professor Mateus, denominado Residência Profissional Agrícola como estratégia de inserção de estudantes e recém-formados qualificados no mercado de trabalho, será executado por meio de treinamento prático, supervisionado e orientado pelo IFPR – Campus Ivaiporã e realizado em Unidades Residentes, contando com o apoio de dezenas de profissionais que são referência profissional onde atuam. Segundo ele, para construir a proposta foi preciso realizar intensa articulação junto ao Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – IDR-Paraná (Coordenação Estadual de Organização Rural e Escritórios Regionais de Apucarana, Ivaiporã e Guarapuava); à União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária – UNICAFES; e à Agência de Desenvolvimento Regional do Extremo Oeste do Paraná – ADEOP; entre outras, com o apoio de dez Unidades Residentes, entre associações e cooperativas, que disponibilizaram profissionais de seus quadros para auxiliar no diagnóstico para o projeto.

Segundo o Diretor Geral, Professor Ricardo Rodrigues de Souza, o Campus Ivaiporã receberá R$ 372.648,00 para a execução, o que significa um investimento, por residente, de R$ 18.632,40. O projeto, que terá duração de dois anos, beneficiará 20 profissionais desenvolvendo sua aprendizagem no atendimento em dez Unidades Residentes,  entre instituições que oferecem ATER e cooperativas da agricultura familiar, em 25 municípios das Mesorregiões Noroeste, Centro Ocidental, Norte Central, Centro Oriental, Centro-Sul e Sudeste Paranaenses.

Nos próximos anos, o projeto de Residência Profissional Agrícola, realizado mediante esta articulação de diversos agentes, permitirá qualificar estudantes e recém formados em serviço sob orientação de profissionais já experimentados na prática, e ainda, estabelecer uma relação imediata entre unidade produtiva, profissional e instituição de ensino, potencializando a comunicação e oportunizando aprendizagem e experiência aos residentes.

PR 466 – Gleba Pindaúva, Secção C, Parte 2 – Caixa Postal 138 – Ivaiporã/PR – (43) 3126-9400

Topo